Tags

, , , ,

Decidimos chegar a Orlando com um pouco de folga antes do cruzeiro da Disney que fizemos em outubro.  Como ficaríamos apenas dois dias, resolvemos ficar em um dos hotéis da Disney e escolhemos o Disney´s Art of Animation porque eu ouvi algumas indicações de que ele seria o melhor da categoria de hotéis econômicos dentro do complexo.  O hotel é novo, as áreas comuns são lindas, mas não chegamos a aproveitar a piscina porque ficamos hospedados duas noites e apenas um dia no hotel (dia que, obviamente, foi aproveitado nos parques).

Check In: sem filas e bastante rápido. O funcionário dá um mapa do hotel, explica onde fica o quarto, “configura” as magic bands, coloca uns mapas do parques em um envelope e só.  Passei pela recepção pelo menos umas 4 vezes e em todas sobrava gente para atender.  No entanto percebi que o funcionário que nos atendeu não nos deu o mesmo atendimento que deu para outras duas famílias americanas.  Pelo que percebi, ele passou menos detalhes sobre as funcionalidades do hotel.  Eu falo inglês fluentemente, conversei com ele sobre alguns assuntos triviais enquanto ele finalizava o atendimento, então não teria porque ele não passar para mim todas as informações. Também não tenho complexo de “sou mal atendida porque sou brasileira”. Já viajei para vários lugares, passei por vários hotéis e nunca tinha sentido aquele tipo de diferenciação.  Até fiquei pensando friamente sobre o assunto por uns dias, mas a realidade crua é essa: não fui mal atendida, mas não recebi todas as informações a que tinha direito, sobre as piscinas por exemplo. Ponto negativo para o hotel.

Quarto: Ficamos no quarto da Pequena Sereia, que é uma gracinha mas é super pequeno. Eu já sabia que o quarto ia ser pequeno, mas o Elcio ficou um pouco assustado.  No entanto, achamos o banheiro é espaçoso. Eu achei o carpete do quarto sujo e encontramos alguns (vários) cabelos na banheira. #nojinho

Ficamos no térreo, o que foi ótimo com a questão das malas.  Não vi nenhum elevador lá. Não sei como o pessoal sobe com as malas.

Segurança:  Achamos o hotel seguro, com pouca gente circulando pelas áreas dos quartos.  Para acessar o hotel, você precisa usar sua magic band para liberar a cancela ou informar que está chegando para o check in e passar o seu nome para o segurança.

Estacionamento: O estacionamento é amplo e gratuito. Além disso, o hóspede também tem acesso gratuito ao estacionamento de todos os parques.

Check Out: é expresso, não precisa nem passar na recepção para dar tchau.  É só fechar o quarto e ir embora. Mais prático impossível.

Vantagens: A proximidade com a Disney.  Além disso, existe a facilidade da “magic band” para acessar o quarto, entrar nos parques, fazer compras, etc. Não usamos o transporte, as “extra magic hours” e nem conseguimos aproveitar as áreas comuns ou as piscinas.

Voltaria?  Não voltaria.  O quarto seria ótimo se fosse em NY, inclusive na relação custo X benefício.  Mas em se tratando de Orlando, que tem uma infinidade de hotéis com preços baixos e muito espaço e comodidade, não acho que seja um bom negócio.

O que faria diferente? Caso voltasse a me hospedar no hotel, faria três coisas: ficaria em uma das suítes familiares (Rei Leão, Nemo ou Carros), solicitaria ficar no térreo mais uma vez e curtiria as piscinas!

Anúncios