185-2154272-Embrk Terminal-11572_GPR

Nunca havíamos feito um cruzeiro antes e estávamos apreensivos. Seria lotado demais?  O embarque seria difícil demais? Pesquisei em vários blogs e todos eram unanimes: processo rápido e organizado, duração máxima de 45-60 min.

Fizemos tudo como manda o figurino: preparamos mala de mão com troca de roupa e água para consumirmos no quarto durante o cruzeiro, fomos de biquíni e uma roupa leve por cima para podermos aproveitar o dia na piscina enquanto não liberavam os quartos, tudo nos conformes.

Pois bem.

Poucos dias antes do nosso embarque, para o meu desespero, começaram a anunciar meu pior medo: um furacão estava se aproximando da nossa rota. Apreensão, preocupação com mudança de rota, medo de não conseguir embarcar, os piores cenários começaram a rondar minha mente.  O prognóstico era favorável e muito possivelmente o meu cruzeiro não seria afetado, mas o cruzeiro imediatamente anterior ao meu sofreu uma série de intercorrências.  O resultado é que eles chegaram atrasados ao porto.  No dia do meu embarque, que estava previsto para às 11h da manhã, eles enviaram um email educado pedindo que chegássemos duas horas depois do planejado:

IMG_2517

Saimos de Orlando pro Cabo Canaveral com calma, fizemos hora em um Walmart e chegamos faltando 15 minutos para as 13h na locadora de veículos para devolver o carro e pegar o transfer.

FILA! FILA QUILOMÉTRICA NA LOCADORA!

Bateu o desespero! O que estava acontecendo? Depois de devolver o carro, descobrimos que todos ali deveriam embarcar na mesma hora que a gente.  Começou a correr um boato na fila da locadora de que haviam liberado o primeiro grupo para entrar no navio apenas ao meio dia e que estava tudo atrasado e um caos.  Conseguimos pegar o transfer apenas 90 min depois que chegamos.

Ao chegar ao porto propriamente dito, mais desespero.

FILA! FILA QUILOMÉTRICA NO PORTO!

O embarque era depois do portão 1 e a fila andava lentamente...

O embarque era depois do portão 1 e a fila andava lentamente…

Ficamos na fila mais umas duas horas, sendo que 90% desse tempo foi embaixo de sol de rachar na hora do almoço. Fora do porto não existia uma máquina que vendesse refrigerante ou salgadinhos, nada. Foi um estresse porque conseguimos comer já quase 17h e comemos correndo para fazer o treinamento de segurança.

Quando estávamos lá dentro, com calma, entendemos o que tinha acontecido: o navio chegou atrasado mesmo, eles demoraram para liberar a entrada do primeiro grupo mesmo, mas o que realmente aconteceu é que todo mundo se desesperou com o email enviado pela Disney e todos resolveram ir para o porto ao mesmo tempo.  O que faltou, na realidade, foi um pouco de jogo de cintura para conter quem havia chegado mais cedo e não prejudicar quem estava na hora certa indicada por eles.

A gente sabe que americano é não tem muito jogo de cintura mesmo, né? Então vamos colocar a culpa na cultura e não no processo ou na Disney. Mas, olha, foi um estresse!

O que importa é que, uma vez instalados, alimentados e limpos, tudo ficou mais que maravilhoso! 🙂

Anúncios