Tags

, , ,

Destino definido, passagens compradas e hotel reservado?  Hora de começar a planejar sua viagem!

No que diz respeito a planejamento de viagem, eu tenho uma tendência a exagerar.  Gosto de planilhar, fazer roteiro e tudo que envolve uma viagem.  Acontece que eu sofri a síndrome do overplanning quando fomos para a Disney e quase esqueci de curtir a viagem com a minha família: era tudo tão planejado e cronometrado que não dava pra curtir, sabe?  Isso acabou gerando um leve estresse com o marido, que precisou me puxar para a realidade.  Pra isso que os maridos servem, né?  Mas a lição ficou e cheguei ao que eu acho que é o ideal: um planejamento aberto.  Funciona mais ou menos assim:

  • Faça uma lista de coisas que você precisa fazer no destino. Gaste um tempo pensando não somente se você quer fazer aquela coisa.  Pare e pense “se eu não fizer isso, vou me arrepender quando voltar de viagem?”.  Parece que não, mas essa pergunta muda um pouco a perspectiva.
  • Pesquise em blogs de viagens – você vai ver que existe muita coisa na internet, muita mesmo. Algumas opiniões são bastantes relevantes e condizentes com a sua realidade e outras simplesmente não são.  Depois de ler várias opiniões diferentes sobre o mesmo tópico, decida o que mais faz sentido para você.
  • Monte a sua planilha: Eu uso o seguinte modelo

DIA 

DATA

MANHA

TARDE

NOITE

SEXTA-FEIRA

 14/11/2014

MGK

 EPCOT

JANTAR TREX

(RESERVA N 0000000)

A planilha permite que você consiga visualizar melhor a “cara” da viagem. Tem horário sobrando, a agenda está sobrecarregada?  Tem reserva de restaurante faltando? Tudo isso você consegue ver facilmente batendo o olho na planilha.

  • Monte o roteiro: Com a planilha nas mãos, fica mais fácil começar a montar o roteiro.  Óbvio que o roteiro acaba influenciando a planilha e vice-versa. O roteiro é mais detalhado e tem as minúcias de cada viagem, as dicas de rodapé que você colecionou lendo dezenas de blogs, muitas opiniões sobre o mesmo assunto.  Por experiência posso dizer que um roteiro quase nunca fica pronto.  Quanto mais você lê coisas, mais quer mexer no roteiro.
  •  Faça todas as reservas com antecedência: restaurantes, shows e a maioria dos passeios precisam ser reservados antes da viagem e a regra é clara: quanto antes, melhor!
  •  Use o Google Maps: será que o roteiro que você montou faz sentido ou você vai passar vinte vezes pelo mesmo lugar? Planejar esse ponto economiza os dois principais recursos de todo viajante: tempo e energia.  Qualquer passeio perde a graça se você precisa fazer correndo ou está com o pé latejando porque rodou mais do que peru doido, não é?
  • Deixe espaço para o improviso: o restaurante escolhido para o almoço está melhor do que o esperado? Nada melhor do que esticar um pouco a refeição… O museu precisa ser visto com mais calma do que você tinha imaginado? Prolongue a visita e jogue o passeio seguinte para um horário livre. A atração que você foi visitar não é tão interessante? Tenha sempre uma ou duas opções de passeios de back up para situações como essa.
  • Confira o tempo: na semana anterior à viagem, dê uma conferida no tempo e tente fazer as alterações possíveis. Se a viagem é para a Europa ou USA, tenha em mente que as previsões costumam ser bem acuradas. Passeio ao ar livre com chuva é uó, né?
  • Imprima ou salve no seu celular todos os comprovantes de reservas: melhor prevenir, né?
  • Faça o check in com a máxima antecedência: muitas vezes você reserva uma poltrona e eles mudam a aeronave e a disposição das poltronas. Então verifique quando abre o check in do seu voo e faça logo que possível. Poucas coisas são tão desagradáveis quanto viajar mal acomodado, né?
Anúncios